Quinta-feira, 16 de Novembro de 2006

Déjà vu

Sim como titulo assim o indica e não sei se já tiveram alguma experiência deste tipo, quando temos a sensação que já repetimos ou que fizemos ezactamente a mesma coisa mas não sabemos onde nem quando, sem nos apercebermos damos por nós a tentar perceber o que é que se passou, teremos nós feito isto antes, terá sido numa vida anterior?

Aquilo que eu posso afirmar é que já aconteceu comigo  mais do que uma vez, mas o que é afinal o  Déjà vu? É uma expressão da língua francesa significando literalmente "já visto", no sentido figurado de que a nada de novo apareceu ou surgiu com a ação ou objeto da expressão.

 Pois é continuo sem saber na mesma o que quer dizer, talvez aqui encontre alguma resposta http://www.cetico.hpg.ig.com.br/dejavu.html .

F.Mart

sinto-me: A fazer isto pela 2ª vez

Lava-tudo

A última vez que limpei a minha casa a fundo, deparei-me com um produto que existe em todos os lares portugueses: o lava-tudo!

Ainda fiz uma tentativa de intimidação a este produto, dizendo: Amigo… lava tudo!, mas claro, ele fez que não me ouviu e ainda me convenceu a lavar tudo lá em casa.

 

Este produto está no topo da hierarquia dos produtos de limpeza, mas como quase todos os que ocupam um lugar de topo, é só fogo de vista (Falam, falam,….).

Eu descobri algo fantástico, digno para uma reflexão numa tese de Doutoramento: ESTE PRODUTO NÃO LAVA TUDO! Podemos fazer várias experiências para comprovar esta magnífica tese. Experimentem lavar a roupa, a louça, o carro, ou mesmo os pés com 1 lava-tudo. Resultado: #!@#9(/{%].

 

Tal como os funcionários das empresas modernas, existem produtos de limpeza que primam pela sua polivalência. Quem nunca lavou as mãozinhas, o fogão, o chão, ou mesmo tirou umas nódoas da roupa com um detergente da loiça. Sim, este sim, um produto que poderemos considerar 1 autêntico lava tudo!

Bem… agora lá vou limpar a minha casinha! Inté!

 

 

Edu

sinto-me: Lavadinho
tags:
Quarta-feira, 15 de Novembro de 2006

E TAMBÉM VOU VER O GLORIOSO!

LA PRA 14 DE JANEIRO TAMBÉM CONTO COMO FOI!

ass:Shorty

publicado por netoscity às 00:12
link | Comenta... | Adiciona aos teus favoritos
Terça-feira, 14 de Novembro de 2006

VOU VER A SELECÇÃO!

DEPOIS CONTO COMO E QUE FOI!

ass: Shorty

publicado por netoscity às 23:56
link | Comenta... | Adiciona aos teus favoritos

Mais conselhos de redução

Tal como prometido trago-vos mais umas dicas, agora sobre plásticos, papel/cartão e vidro, que o consumidor pode adoptar para reduzir os danos no ambiente.

 

·        Opte pela utilização de sacos de pano ou de rede nas suas compras em detrimento dos sacos plásticos ou de papel.

·         Não utilize sacos de plástico se vai apenas comprar um ou dois produtos.

·         Evite os pratos de plástico, produtos com embalagens de plástico ou com excesso de embalagens.

·         Prefira levar os produtos que adquire na sua mala ou mochila.

·        Se tiver que recorrer a sacos de plástico, utilize apenas o número de sacos suficiente para acondicionar os produtos que adquire.

·       Prefira produtos com recarga: a utilização de recargas poupa matérias-primas e diminui os resíduos produzidos. A reutilização de embalagens de detergentes - por meio de recargas - estende a vida útil das embalagens e reduz a quantidade de matéria plástica necessária de 70% (detergentes líquidos) a 90% (detergentes em granulado). 

·        Consuma produtos em garrafas de vidro pois estas são facilmente recicladas, optando por garrafas com depósito em vez de tara perdida. 

·         Reduza a quantidade de papel gasto utilizando ambos os lados da folha.

·         Evite o uso de papéis decorados, engessados ou perfumados, pois possuem produtos que dificultam a reciclagem.

·         Tenha panos na cozinha para limpar pingos e salpicos, em vez de toalhas de papel.

·         Use guardanapos e lenços de tecido, em vez de papel, pois duram muito mais tempo.

·         Prefira papel higiénico "não branqueado com cloro", porque o branqueamento produz químicos venenosos (dioxinas) que, uma vez nos rios, podem matar peixes e outras espécies.

·        Opte por produtos feitos de papel reciclado sempre que possível. A média de desperdício de papel, por ano, numa casa tradicional, corresponde a seis árvores.

·        Faça as emendas aos seus textos directamente no ecrã do computador, evitando impressões e gastos de papel com rascunhos.

·        Compre ovos em embalagens de cartão e não de esferovite.

·        Arranje uma fotocopiadora de frente e verso. Economizará milhares de folhas, sempre que tiver de fotocopiar relatórios compridos.

·         Coloque um recipiente no local de trabalho só para o lixo de papel.

·         Recuse folhetos publicitários que não sejam de seu interesse (incluindo na sua caixa de correio).

 

Lili Oliveira

 

sinto-me:
publicado por netoscity às 17:20
link | Comenta... | Adiciona aos teus favoritos

Por falar em embalagens... FlatPak

Três investigadores portugueses criaram uma embalagem de plástico que evita volumes de ar desnecessários, pois pode ser achatada antes do enchimento e depois de ser usada, facilitando o transporte, a reciclagem e o descarte.

A grande vantagem da Flatpak é tornar uma embalagem que normalmente não se achata num envelope, explicou Ana Espada, que desenvolveu o conceito com os seus colegas Leonardo Rosado e Luís Vargas, do Instituto Superior Técnico de Lisboa.
As embalagens Flatpack são produzidas em plástico soprado, achatado numa configuração plana, seladas, empilhadas e transportadas até às instalações do envasador. Embora o seu custo seja semelhante ao das embalagens existentes no mercado, a novidade permite optimizar os processos logísticos, quer no transporte, quer no armazenamento, sendo aí que reside a economia. Para uma embalagem de cinco litros, por exemplo, consegue-se armazenar 24 vezes mais embalagens no mesmo espaço.

O Flatpak deverá chegar às prateleiras dos supermercados no primeiro trimestre de 2007, com um único produto de uma pequena pré-série de cem mil unidades, para testar a viabilidade econômica do negócio.

 

Edu

tags:
Segunda-feira, 13 de Novembro de 2006

Tetrapak

Vocês conhecem aqueles pacotes da Tetrapak todos modernaços com sistema de abertura fácil onde podemos beber sem palhinha!?

Pois bem!

Nunca vos aconteceu estarem a beber até supostamente chegar ao fim do conteúdo do pacote e aperceberem-se que ainda existem umas gotículas dentro do mesmo às quais não temos acesso!?

E o que é que nós fazemos?

Viramos o pacote, reviramo-lo, esprememo-lo, espreitamos pelo buraco, ou seja, fazemos uma infinidade de coisas para podermos usufruir dessas benditas últimas gotículas!

Com toda a certeza que o gajo que inventou tal sistema não sabe o prazer que dá em beber-las!

Será que esse mesmo gajo não poderia inventar um tetrapak com uma torneirinha na base do pacote?

 

Fil

 

sinto-me: c/ desejo da última gotícula
tags:

Taxas moderadoras

Vou apenas deixar este lamirés sobre as taxas moderadoras dos Hospitais.

 

As taxas moderadoras são um instrumento “moderador, racionalizador e regulador do acesso às prestações de saúde”. Permitem, simultaneamente, o reforço efectivo do princípio da justiça social no âmbito do Serviço Nacional de Saúde.

 

Na Constituição da Republica Portuguesa no Titulo III – Direitos e deveres económicos, sociais e culturais, no Capítulo II – Direitos e deveres sociais, no artigo 64º (Saúde), nomeadamente no ponto n.º 2 na alínea a) lesse o seguinte:

2. O direito à protecção da saúde é realizado:

a) Através de um serviço nacional de saúde universal e geral e, tendo em conta as condições económicas e sociais dos cidadãos, tendencialmente gratuito.

 

O que podemos ler do exposto acima?

Resumidamente que todos temos direito a um serviço nacional de saúde universal e geral e, leia-se, tendencialmente gratuito.

Mas o mais importante ainda é o que esta entre comas: «tendo em conta as condições económicas e sociais dos cidadãos». Qual foi a palavra que o governo não percebeu quando fez aumentar as taxas moderadoras nos Hospitais? Será que o país vive actualmente em condições económicas e sociais favoráveis para os seus cidadãos!? Se sim, então acho que tenho andado distraído!

 

Por exemplo, se tivermos o azar de ficar internados no Hospital até um máximo de 10 dias, teremos que pagar por dia nada mais do que 25 €. Contas feitas 250€. Se ficarmos 11 dias ou mais, o serviço é gratuito. É sabido que a população portuguesa tem salários baixos onde a média deverá andar pelos 400€ até aos 600€. Se alguém tiver o azar de ficar doente, o seu salário levará um grande rombo.

Nem todas as pessoas têm seguros de saúde pois isso aumenta-lhes o orçamento mensal. Nem todas as famílias dispõem de meios financeiros para recorrer aos Hospitais privados.

Então para que dificultar a vida das pessoas ao nível do acesso à Saúde!?

 

Este governo só vê uma coisa à frente dos seus olhos. O deficit!!

Fil 

 

 
sinto-me: doente não, por favor!!

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30


.arquivos

. Abril 2011

. Julho 2010

. Maio 2010

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.posts recentes

. Via Sacra

. Festa à Divina Misericórd...

. Cartaz da Festa em honra ...

. Festas em Honra de Santa ...

. Tradição - Partida de 1 d...

. A Lagoa das Queridas

. Festas de S.Tomé

. Inauguração da Capela dos...

. It's time to say goodbye ...

. Preocupações ambientais

. O Santo da Internet

. 4 de Novembro de 2008

. O site da Carne

. O dia depois do Magalhães

. A proposito da crise fina...

. Mais uma...

. Erotismo para alertar men...

. Figueira da Foz na Catalu...

. S.Tomé 2008

. Nova Ponte dos Arcos

. Aumento repentino do pode...

. Falta um ano para irmos a...

. Bloqueio chegou ao fim...

. O Euro 2008

. Expo Artesanato

. O sinal de localidade!?

. Utentes

. Pôr do Sol na Figueira da...

. O Maestro arrumou as bota...

. Já lá vão três

.links

.subscrever feeds