Sábado, 28 de Outubro de 2006

“Divagar” Devagarinho…

Antes de mais queria congratular-me com o facto de a comunidade netense ter aderido em massa (bem…mais ou menos…apenas meia dúzia de “ideiotas” e adeptos das novas tecnologias) a esta nova moda dos blogs.
Esta é a minha primeira participação (esqueçam lá essa parte dos foguetes e dos “confetis”…) , a falta de tempo é uma das desculpas (esfarrapadas) que eu posso invocar para ainda não ter participado até ao momento neste espaço, cheio de assuntos...(e alguma conversa da treta)…Vocês podem dizer que o tempo depende daquilo que façamos com ele (pois é!...mas eu tenho-o usado para outros fins), mas hoje resolvi usar um pouco dele para isto…sabendo que amanhã temos uma hora inteiramente grátis (digo de borla)
Em pleno Alentejo (Évora)… resolvi divagar um pouco (devagarinho)…apesar de não ter nenhum assunto sobre o qual me possa debruçar (espero não cair daqui…por isso tenho de ter cuidado ao debruçar-me).
Depois de algum tempo a pensar (apenas alguns segundos…) comecei a notar que os “gajos” deveriam vir com o chamado livro amarelo (vulgo livro de reclamações) porque as “gajas” estão sempre a fazê-las, e assim dessa forma, e em vez de estarmos sempre a ouvir reclamar por isto e por aquilo… elas, pura e simplesmente iam apontando no livro…
Estou só a brincar, espero que não haja uma onda (Tsunami) negativa por parte do sexo feminino a esta “brincadeira”,… porque quer se queira quer não…a vida sem elas não teria a mesma piada (e elas sem nós…).
Sei que não comecei da melhor forma esta minha participação…mas “divagar” devagarinho se vai longe…
Até à próxima (esperemos que seja breve), desejando a este espaço as maiores felicidades (participações, discussões, assunto polémicos ou não, conversas da treta, como a de hoje…) e já agora viva o SLB…(isto é apenas um provocação ao “lagarto” que por aqui passeia….).
Ah pois é bebé…  
sinto-me: Perdendo "virgindade" no Blog

Prazer

Num casal, a masturbação é vista como uma traição.

Porque?

Quem é que nunca leu na Maria “apanhei o meu marido a masturbar-se na casa de banho. Será que me está a trair?”

O acto da masturbação é socialmente condenável em muitas culturas, embora não seja uma doença e nem causa doenças.

Talvez tudo tenha começado com a Igreja que fez com que este acto de prazer se tornasse um tabu e que, até aos nossos dias, continue a ser um assunto delicado em qualquer seio familiar e mesmo entre os amigos. No dias que correm, é necessário ver este assunto com uma nova postura de revisão e, quem sabe, de mudança de ideias e pontos de vista.

Penso que muitas religiões não possuem conhecimentos suficientes e actualizados para explicar este comportamento sexual humano, porque:

- não estudam a sexualidade cientificamente - apenas manifestam opiniões sobre o que acham que é o certo, correcto e normal;

- procuram se manter fieis aos seus dogmas - portanto, não mudam e sequer consideram que as sociedades e as pessoas estão em constante processo de mudança e re-significação de suas práticas sexuais;

- procuram ser fiéis as noções restritas de família, casamento e reprodução - afinal, toda estrutura religiosa se mantém viva dentro da ideia de “família”. Não é à toa que, entre os sacramentos religiosos estão o baptismo, a crisma, o casamento. Na história religiosa a masturbação sempre foi ensinada como algo ruim, pois não levava à reprodução e também, não havia o interesse de que as pessoas se proporcionem prazer individualmente, fora do casamento. Somos ensinados, historicamente, a praticar o sexo no casamento.

A masturbação não é nada mais do que a estimulação dos próprios órgãos genitais, de forma a obter prazer sexual. Num casal, quando existe masturbação é uma forma de aliviar a ansiedade ou tensão do stress do dia. Não quer isto dizer que o parceiro esteja a ser traído.

 

Pessoal, não se acanhem nem criem problemas onde eles não existem.

Fil

publicado por netoscity às 16:03
link | Comenta... | Adiciona aos teus favoritos

Palitos

Então não é que estava a ver o programa do canal 3, dos vip’s, sim, aquele com nome de droga, quando, numa apresentação sobre o sushi ou qualquer coisa do género, umas das apresentadoras perguntou a uma suposta vip o que achava dos palitos e ela respondeu nada mais do que “Os palitos!? Macho que é macho põe palitos. Mulher que é mulher tem palitos!”

Assim perguntou-me eu então e num casal de homosexuais masculino, onde está a mulher para ter palitos? E o mesmo pergunto para o casal de homosexuais feminino, onde está o homem para por os palitos!?


Fil

sinto-me: com dúvidas
tags:

Uma palavra de conforto para os indecisos!

 

Então não é que hoje houve eleições de um clube de futebol no qual só havia apenas um candidato para votar!!

Se só havia um candidato, era lógico que ia ganhar!!

Então para que andar a gastar dinheiro do clube e tempo aos associados que foram votar?

As vezes há coisas que não fazem muito sentido.

Eu sei que vocês vão dizer que as pessoas têm o direito ao voto como formar de manifesto da sua vontade para a eleição de alguém para o desempenho de um determinado cargo, mas fazer uma eleição apenas com um candidato acho que não faz qualquer sentido. Além disso, se há eleições deve haver campanha eleitoral para que o candidatado faça as promessas que os “votantes” querem ouvir. Vocês ouviram alguma coisa?

Então e o que vocês me dizem sobre os indecisos? Aqueles em que chega o dia de votar e ainda não sabem em quem!

São aquelas pessoas que guardam até à última hora para escolher o candidato que acham certo ou que lhes “calha na rifa”.

Sim, os indecisos que gostam de se divertir e que quando chegam às urnas para votar fazem o jogo do “um-do-li-ta-quem-está-livre-livre-está” e então escolhem o candidato resultante desse jogo.

No dia de hoje, estes não tiveram qualquer hipótese de brincar. Coitados! Já não há consideração pelos indecisos.

Por isso eu acho que estes deveriam fazer uma manifestação para reivindicarem os seus direitos. Não vá uma situação destas repetir-se novamente.

E ainda vos digo mais. Vocês sabem que quando há eleições costuma-se utilizar a frase que <fulano tal cedeu o lugar a cicrano>. Esta afirmação não faz qualquer sentido nesta votação pois não vamos dizer que a pessoa que ganhou cedeu o lugar a essa mesma pessoa!

Fil 

sinto-me: indeciso
Sexta-feira, 27 de Outubro de 2006

Preço da Segurança! Por favor leiam!! Importante!

Este artigo foi escrito pelo mais conceituado sociólogo português, Boaventura dos Santos para a revista Visão. Leiam é do interesse de todos.

 

Nos países mais desenvolvidos está em curso uma mudança profunda nas prioridades dos governos,  com enormes implicações para o relacionamento entre cidadãos e governos. A mudança pode resumir-se assim: do bem estar social para a segurança. Até à decada de 1980, o bem estar social tinha total prioridade na acção governamental. A qualidade das políticas sociais na área do trabalho, saúde, educação e segurança social era o critério por que se aferia a qualidade da governação. A segurança dos cidadãos frente  à violência, o crime e os acidentes estava intimamente ligada ao bem estar, sendo vista como resultando dele. Por sua vez, a segurança colectiva estava assegurada pela ordem internacional multilateral assente na Guerra Fria. Com o triunfo do neoliberalismo e o colapso da União Soviética, tudo começou a mudar. As políticas sociais começaram a perder prioridade e deixaram de ser vistas como um factor de segurança. Esta passou a ser vista como a nova prioridade dos governos, ao mesmo tempo que a segurança  internacional foi confiada aos EUA. O aumento da criminalidade, a imigração e, por fim, o terrorismo vieram  dar força acrescida a esta mudanca. Aumentaram os orçamentos públicos da segurança, ao mesmo tempo que surgiu uma nova indústria, a indústria da segurança, hoje uma das mais rentáveis.
Esta mudança tem um impacto múltiplo. Na área do bem estar social, passaram a dominar duas ideias: pode faltar dinheiro para as políticas sociais mas não pode faltar para a segurança; o declínio do bem estar (e o aumento das desigualdades) não é considerado um factor de insegurança. Nas relações entre cidadãos, as solidariedades básicas, a hospitalidade, a curiosidade desprevenida e a entreajuda vão sendo substituídas pela suspeita e temor de estranhos, xenofobia, preferência pelo familar e privado, condomínios fechados e, no limite, guerra civil. O vizinho passou a ser um estranho e, potencialmente, um inimigo. E o mesmo se passa nas relações internacionais. Para além da lógica belicista e do unilateralismo, floresce a moda dos muros, transformando os países igualmente em condomínios fechados. Muros planeados ou em curso: 747 km entre Israel e a Palestina; 814 km entre a Arábia Saudita e o Iraque; 1120 km entre os EUA e o México.
Por último, a prioridade absoluta da segurança  pode vir a ter um impacto devastador na democracia, porque torna possível o ataque à democracia em nome da defesa desta. A vigilância começa a ser permanente e indiscriminada (por exemplo, as contas pagas com cartões de crédito são globalmente monitoradas). Em resultado, os governos sabem cada vez mais sobre as acções dos  cidadãos e os cidadãos, cada vez menos sobre as acções dos governos. Em nome da guerra contra o terrorismo, cometem-se atrocidades jurídicas, de que o exemplo mais extremo é "a lei das comissões miltares" que acaba de ser promulgada nos EUA. Nos termos desta lei, qualquer não cidadão que seja  declarado "combatente inimigo ilegal", pode ser detido indefinidamente, torturado em violação da Convenção de Genebra, e a confissão obtida sob tortura utilizada como prova. Mas a medida mais extrema  é a eliminação do habeas corpus, uma garantia dos acusados desde  o seculo XII. O detido não pode conhecer as razões da detenção nem questioná-las perante um juiz independente. Isto significa que, se alguém for detido por engano (erro de identificação) não tem nenhuma instância a que recorrer para o dizer e provar. Um advogado americano, almirante na reserva, declarou no Congresso que, com esta lei, os EUA se transformavam numa república das bananas. Este tipo de leis, cuja eficácia é duvidosa, suscita esta pergunta: até onde é possível desfigurar a democracia?

Dá que pensar......

Liliana Oliveira

sinto-me: preocupada!!
publicado por netoscity às 22:26
link | Comenta... | Adiciona aos teus favoritos

Deixem lá esses galões e essas meias de leite, bebam mas é uma fresquinha

Para o Edu e o Fil

Seja da sagres, super book, ou outra marca qualquer isso não interessa, pode ser servida em copos de litro, meio litro, 0,33, copos de plastico, de vidro, tambem há em latas, garrafas de vidro, cerveja de pressão [ é daqui que vem o famoso fino, ou imperial como preferirem], pouco nos interessa o local da sua proveniência, têm é que ser fresquinha ...

E para aqueles que possam ter duvidas quanto ao factor benéfico deste nectar, aqui vos deixo umas respostas às duvidas que possam ter

http://www.gastronomias.com/bar-bebidas/cerveja.htm

1.- A CERVEJA PODE MATAR?
R - Sim. Sobretudo se te deixares atingir por uma grade com as garrafas.

2.- O USO CONTÍNUO DA CERVEJA PODE LEVAR AO USO DE DROGAS MAIS PESADAS?
R - Não, a cerveja é mais pesada - uma garrafa de cerveja pesa cerca de 900 gramas.

3.- A CERVEJA CAUSA DEPENDÊNCIA PSICOLÓGICA?
R - Não. 89,7% dos psicólogos entrevistados preferem uísque.

4.- MULHERES GRÁVIDAS PODEM BEBER SEM RISCO?
R - Sim. Está provado que numa operação de stop a polícia nunca pede o teste do álcool para grávidas... E se elas tiverem que andar em linha recta, podem sempre atribuir o desequilíbrio ao peso da barriga.

5.- A CERVEJA PODE DIMINUIR OS REFLEXOS DOS MOTORISTAS?
R - Não. Uma experiência foi feita com mais de 500 motoristas: foi dada 1 grade de cerveja para cada um beber, e, de seguida, foram colocados frente a um espelho. Em nenhum dos casos, o reflexo foi alterado.

6.- A CERVEJA ENGORDA?
R - Não. O que engorda são as porcarias que tu comes bebendo a cerveja.


7.- EXISTE ALGUMA RELAÇÃO ENTRE BEBIDA E ENVELHECIMENTO?
R - Sim. A bebida envelhece muito rápido. Para se ter uma ideia, se tu deixares uma garrafa ou lata de cerveja aberta ela perderá o sabor em aproximadamente quinze minutos.


8.- A CERVEJA ATRAPALHA O RENDIMENTO ESCOLAR?
R - Não, pelo contrário - algumas universidades estão a aumentar os seus lucros com a venda da cerveja nas cantinas.

9.- O QUE FAZ COM QUE A BEBIDA CHEGUE AOS ADOLESCENTES?
R - Inúmeras pesquisas têm sido feitas por laboratórios famosos. Todas indicam, em primeiríssimo lugar, o empregado.

10.- A CERVEJA CAUSA PERDA DE MEMÓRIA?
R – Não, que eu me lembre...

F.Mart

sinto-me: com vontade de beber mais uma
publicado por netoscity às 20:22
link | Comenta... | Adiciona aos teus favoritos

Porque é que as luzes de "pare" são vermelhas?

Já que falam em radades.....

Nunca se questionaram porque é que os semáforos, luzes de freio, luzes nas asas dos aviões que indicam para onde ele irá virar em solo e vários outros sinalizadores de "pare" são feitos na cor vermelha?

Certamente o facto da universalização do significado é uma boa desculpa. Porém, há um outro bom motivo. Cada cor de luz possui um raio de tamanho diferente, ou seja, algumas atingem maior distância antes de se dispersarem e ficarem invisíveis do que outras.

A cor vermelha é a que possui um raio maior, podendo ser vista de grande distância e dando possibilidade aos motoristas de parar mais rápido.

Liliana Oliveira

Portagens com radar?

 

  É verdade que a Brisa detém, ao longo da sua rede, radares para controlo do excesso de velocidade?
A Brisa e a Via Verde Portugal não têm radares instalados nas portagens, nem têm competência para exercer uma actividade de fiscalização do trânsito.
Apenas as autoridades de viação e trânsito, nomeadamente a Brigada de Trânsito da GNR, têm competência legal de fiscalização e só estas autoridades têm e podem usar radares.
As notícias, segundo as quais terão sido inaugurados os radares de controlo de velocidade em todas as Vias Verdes é, por isso, um boato sem qualquer fundamento.

Extraido da pag. da Brisa.

F.Mart

sinto-me: a 30 à hora
publicado por netoscity às 12:41
link | Comenta... | Adiciona aos teus favoritos

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30


.arquivos

. Abril 2011

. Julho 2010

. Maio 2010

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.posts recentes

. Via Sacra

. Festa à Divina Misericórd...

. Cartaz da Festa em honra ...

. Festas em Honra de Santa ...

. Tradição - Partida de 1 d...

. A Lagoa das Queridas

. Festas de S.Tomé

. Inauguração da Capela dos...

. It's time to say goodbye ...

. Preocupações ambientais

. O Santo da Internet

. 4 de Novembro de 2008

. O site da Carne

. O dia depois do Magalhães

. A proposito da crise fina...

. Mais uma...

. Erotismo para alertar men...

. Figueira da Foz na Catalu...

. S.Tomé 2008

. Nova Ponte dos Arcos

. Aumento repentino do pode...

. Falta um ano para irmos a...

. Bloqueio chegou ao fim...

. O Euro 2008

. Expo Artesanato

. O sinal de localidade!?

. Utentes

. Pôr do Sol na Figueira da...

. O Maestro arrumou as bota...

. Já lá vão três

.links

.subscrever feeds